quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

No Café do Teatro, em tempos idos

1.


um gole, uma cerveja,
um sentimento
meu momento é
de paixão
não consigo mais
dizer não
estou no bar, estou
em qualquer lugar
estou na vida
espero sua acolhida


2.

eu sonho, eu me
ponho na vida
te sinto
bela
mas você é minha
ferida
aquela que não
cicatrizou
porque você
me ignorou


3.


quero teu beijo
teu carinho
teu afago
quero um trago
de vinho
quero você
no meu ninho


4.


meu pau lateja
te deseja...
quero teu corpo,
teu líquido,
tua alma
mas me sinto insípido


5.


poderia eu te
elevar à altura
do prazer?
tudo bem...
me deixa tentar,
me deixa ser...