sexta-feira, 8 de maio de 2009

me espremo me gemo me tremo num tormento a todo momento me tento me invento meu ser é só desalento quero a paz quero a lua quero a rua quero você nua quero o bar quero a arte quero a parte feliz que mereço desconheço o viver macio me perco no vazio me sinto sem pavio sem chama só perdido em drama nem sei como é sentir leveza viver com a certeza de que tudo está no caminho certo meu passo é incerto

6 comentários:

Anônimo disse...

é isso aí, claudião. tamo junto. forte abraço. lepre.

Anônimo disse...

que grande bosta. mas está valendo, cumpre o propósito sendo bosbóstimo o último pedófilo que dorme num prosdócimo no meio do zoológico (chega por aqui, você entendeu).

Bostão.

Cláudio Bettega disse...

não entendi, não.

Cláudio Bettega disse...

vamos fazer assim: você se apresenta, diz o que quis dizer, a gente conversa. aliás, sei eu que minha poesia é grande bosta, ninguém precisa me dizer. e o propósito dela é eu me livrar da minha dor, mais nada. enfim.... anônimos, porque chorá-los?

Cláudio Bettega disse...

ops, por que...

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,