terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

FEITINHO HÁ POUCO

Mais uma manhã
me recebe
nesta louca loucura
que nos
persegue.
Vou então eu
perseguindo a vida,
sempre à procura de
boa acolhida.
Que seja lindo
meu dia quente,
quero chegar
puro e decente
ao cair da noite e
refulgir do luar.
E quando deitado,
inebriado pelo sono,
esperarei um sonho que
me ensine
a amar.