sexta-feira, 5 de outubro de 2007

O Beijo das Orquídeas


Quando os verdadeiros loucos são os repressores. Quando a segregada é a sensibilidade em pessoa. Quando uma flor pode significar morte ou vida. Atuações bonitas de jovens atores. Direção precisa da jovem atriz e dramaturga Priscylla, que divide o texto com Virgínia. Cenário aconchegante do ator e arquiteto Ricardo. Metáforas, espíritos, poesia, teatro. No espaço 2, de quinta a domingo. Ontem foi a estréia, sábado irei novamente para poder tecer melhores comentários. Mas o que fica é: beleza.